Dicas para:
 

Conselhos para Cuidar de um Automóvel Parado

19 Maio 2020

A pandemia diminuiu drasticamente o uso dos automóveis e é muito natural que haja carros parados em casa há várias semanas. Se for o caso, certamente que já notou uma grande redução de gastos em combustível, mas também é importante saber que um carro parado e mal cuidado pode ser sinónimo de despesas inesperadas a breve prazo, que podem ter um impacto negativo no orçamento pessoal e familiar. Para evitar surpresas desagradáveis, aqui ficam algumas dicas para cuidar da manutenção dos veículos e reduzir a probabilidade de acontecerem avarias ou deterioração de peças:


1. Mude de lugar de estacionamento

Um dos problemas mais frequentes num automóvel que está parado na rua durante muito tempo tem a ver com a descarga total da bateria. Nesse sentido, é aconselhável que uma ou duas vezes por semana mude de lugar de estacionamento. Aproveite para andar um pouco com o carro na zona de residência ou para dar algumas voltas ao quarteirão e, caso não encontre outro lugar, pode voltar a estacionar no mesmo. Desta forma, irá carregar a bateria e ao mesmo tempo dar uso a vários sistemas da viatura.


2. Circule e dê uso aos travões

Quando um carro fica parado durante um longo período, podem vir a existir problemas nos sistemas de travagem, nomeadamente a oxidação. Por isso, ligue-o pelo menos uma vez por semana e circule um pouco, para evitar que os travões oxidem. O mesmo acontece com o travão de mão. Não se esqueça também de ligar o ar condicionado a cada 15 dias, se possível entre 15 e 30 minutos. Ao fazê-lo, vai lubrificar o sistema de vedação do gás e manter o bom funcionamento de todo o sistema.


3. Verifique o estado dos pneus

Tal como sucede com um carro em plena utilização, a verificação do estado e da pressão dos pneus é fundamental quando está parado durante muito tempo. Quem tem carros com pneus desgastados, deve estar ainda mais atento nestes períodos de inactividade, pois os pneus usados podem ter perdas de ar, acabando por se danificar. Caso o veículo esteja parado há mais de um mês, é aconselhável que coloque a pressão máxima indicada pelo fabricante. Tente deixar o carro estacionado numa zona plana e certifique-se de que os pneus não ficam por cima de nada.


4. Dê uma volta mais longa

Mudar o local de estacionamento ou circular no quarteirão pode não chegar para garantir uma boa manutenção do veículo. Por isso, se lhe for possível, de duas em duas semanas, procure dar uma volta mais longa, de 45 minutos ou uma hora, de preferência numa via rápida ou numa autoestrada. Isso vai evitar problemas de humidade na embraiagem, lubrificar peças e os sistemas de direcção e transmissão. Nos carros a diesel, se alcançar uma velocidade acima dos 90 kms/hora, também irá conseguir a regeneração automática do filtro de partículas.


5. Faça uma limpeza geral

Caso não possa deixar o carro numa garagem, serão necessários cuidados. Comece por fazer uma limpeza geral do interior, com uma boa aspiração que retire do veículo restos de comida ou lixo, que evite pragas, manchas ou até bolor. Depois, será altura de avançar para uma limpeza exterior. Uma lavagem cuidada pode prevenir a degradação da pintura. Pense também em comprar uma capa protectora, que permita uma boa ventilação, ou no mínimo em proteger o tablier dos raios solares. Envolva as escovas num pano macio para que depois não danifiquem os vidros.


6. Evite o depósito cheio

Em carros a gasolina ou a diesel, é fundamental que não fiquem parados com o depósito cheio, pois este tipo de combustíveis vão perdendo propriedades e criando resíduos que podem vir a entupir os filtros. Por isso, é preferível que circule até o depósito ficar quase na reserva, sendo essa a altura ideal para o veículo ficar inactivo durante um período. Nos carros eléctricos, o aconselhável é mantê-los parados com a bateria entre os 40 e os 60 por cento.

Partilhe este artigo: